Blog

border

Dicas

13/12/2017

Confeitaria Diet – Os rótulos podem te enganar

Confeitaria Diet – Os rótulos podem te enganar

Você sabia que um produto marcado como diet, pode não ser exatamente o que você procura? Via de regra, espera-se que um produto diet seja produzido sem adição de açúcar, entretanto, se a empresa fabricante reduzir a adição habitual de açúcar ou mesmo de qualquer outro ingrediente como gorduras ou sódio, ela pode incluir o produto na categoria de dietas. A prática, porém, pode ser de grande risco a saúde de pessoas diabéticas, por exemplo, permitidas somente ao consumo de confeitaria diet com redução significativa de açúcar. 

Este é um assunto que deve ser levado á sério pelos profissionais do ramo, especialmente as produtoras de confeitaria diet em pequenas escalas. Somente com o uso de produtos certificados é possível comprovar e assegurar que o seu doce, pode ser consumido por um diabético de maneira segura e deliciosa. Entretanto, você que trabalha na produção e na elaboração de produtos da confeitaria diet, sabe que a substituição dos ingredientes é um assunto delicado e trabalhoso, afinal a substituição do açúcar por outro adoçante em uma receita não influencia apenas no dulçor do produto final. 

Substituindo os ingredientes:

Dependendo do alimento, o açúcar contribui em diversas reações químicas que resultarão no sabor, na estrutura e na textura, do produto. Em uma comparação fictícia, substituir diretamente 500g de açúcar por 1g de adoçante em uma receita de bolo, fará com que o produto sofra um decréscimo de 499g. O que acontecerá com a estrutura do bolo? 

Por essa razão, muitas empresas do segmento de confeitaria diet optam por aumentar a quantidade de gordura da formulação para não haver perda de massa e nem de estrutura. Essa prática, porém, aumenta diretamente o valor calórico do alimento e contribui para a propensão ao sobrepeso e/ou obesidade. Ao considerarmos que, em muitos casos, os quadros de diabetes tipo 2 estão relacionados à obesidade, a escolha torna-se ainda mais delicada. 

Outro alerta: A sacarose (açúcar de cozinha) não é a única vilã dos diabéticos! Alimentos que possuem na lista de ingredientes “glicose”, “lactose” ou “frutose”, por exemplo, também não são alimentos indicados para dieta com restrição de açúcar. 

Como ler corretamente um rótulo?

Para não ser enganado, é fundamental ler os rótulos de cada produto que será usado na produção de alimentos para dietas restritivas ou especiais. A dica é atentar para a ordem em que componentes estão dispostos; o primeiro item que aparece na lista é sempre o que é encontrado em maior quantidade na formulação, enquanto que o segundo item é o de segunda maior quantidade e assim sucessivamente. Também com este propósito é importante considerar a tabela nutricional de cada ingrediente e assegura-se de que alguns dos vilões não estejam escondidos na formulação.

Como estar segura de escolher a melhor opção?

Todo esse trabalho de escolher qual alimento comprar pode não ser mesmo tão fácil. A boa notícia é que podemos contar com o selo da Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD). A associação é responsável pela análise e certificação de produtos adequados para dietas com redução de açúcar. Quando o alimento tiver o selo ANAD o sentimento de dúvida vai embora, dando lugar à certeza de estar comprando o produto certo para sua receita de confeitaria diet.

Para facilitar sua vida:

A linha de cobertura diet da Blend são produtos certificados pela ANAD e você pode incluí-los em sua receita de sorvetes e produtos de confeitaria diet/light sem medo e sem susto. Confira algumas características da linha de cobertura Diet da Blend:

Não contém quantidade significativa de proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gordura trans, fibra alimentar.

Não contém Glúten.

Selo ANAD 


Descubra onde adquirir os nossos produtos: DISTRIBUIDORES



Fale conosco

border

check
check
check

Fábrica

Escritório